Hebraico e Cultura: O que significa a circuncisão?

Existem muitas coisas estranhas na Bíblia, não é? Não sei se você já parou para pensar sobre a razão por trás da circuncisão. Não pergunto sobre o significado da circuncisão como um símbolo da aliança de Deus com seu povo – isso está claro na Bíblia. Mas a pergunta que faço é: por que Deus comandou especificamente o ato de circuncisão? Porque não um corte de cabelo ou barba específico? Por que não uma tatuagem ou um traje particular?

Mas Danillo, como assim — você perguntará — de onde veio essa pergunta esquisita? Que bom que você perguntou! Tudo começou com uma salada estragada nas ruas de Cairo…

Shawarma

Continuar lendo “Hebraico e Cultura: O que significa a circuncisão?”

Como aumento minha fluência em hebraico?

Você se lembra dos desenhos que fazia quando era criança? Era sempre difícil fazer aquela linha reta, ou aquele círculo perfeito, não é? Talvez alguns de vocês hoje digam, “ainda é, Danillo!” Bom, eu acho muito interessante ver os desenhos dos meus filhos e tentar lembrar como era desenhar quando eu era criança.

meninogiz
O “menino” que meu filho desenhou com giz

É sempre bom ver o quanto já crescemos, não é? Não engatinhamos mais, conseguimos falar direito, desenhar direito (pelo menos alguns de nós!), escrever (mais ou menos) direito, etc. O problema é que muitas vezes esquecemos que, ao aprender uma língua, precisamos passar pelo mesmo processo. Assim, esquecemos que, para alcançar fluência na nossa leitura de hebraico bíblico, são necessários anos de prática e uso da língua. Esse esquecimento leva à frustração por ter aprendido o alfabeto mas não conseguir ler tudo. Outras vezes, ficamos frustrados por terminar o primeiro ano e aprender toda a gramática da língua e não conseguir abrir nossas bíblias hebraicas em qualquer lugar e entender o que está escrito ali.

A pergunta do post de hoje é: como alcanço maior fluência em hebraico? Como avanço daqueles rabiscos de criança a um desenho bem formado, ou pelo menos com todos os membros no lugar certo?

Continuar lendo “Como aumento minha fluência em hebraico?”

Estudo Léxico: הלך no Hithpael

Então, você já manja o hebraico bíblico básico, já conhece os troncos e conjugações verbais, consegue fazer uma boa análise verbal e até comprou o BibleWorks, Logos ou adquiriu outro software bíblico. E agora? O que faz com isso? Como pôr o hebraico em prática? Afinal, de que vale todo o conhecimento do hebraico se não podemos pô-lo em prática?

hebraicoelementar

Em um post anterior, eu disse que desenvolveria algumas ferramentas linguísticas e da análise do discurso. Bom, demorei, mas cheguei!

Continuar lendo “Estudo Léxico: הלך no Hithpael”

Como usar o hebraico no sermão

O pregador piedoso sabe que é uma grande bênção poder pregar a Palavra do Senhor. Todavia, isso é ao mesmo tempo uma responsabilidade enorme. De fato, ao dizer “assim diz o Senhor”, transmitimos a vontade de Deus ao seu povo. E ai de nós se colocamos mentiras na boca do Deus verdadeiro! Afinal, “o profeta que presumir de falar alguma palavra em meu nome, que eu lhe não mandei falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta será morto” (Deuteronômio 18.20).

Foi por meio de homens que tiveram esse cuidado com a Palavra de Deus que muitos de nós viemos a ouvir e a crer o evangelho. Logo, espero que você, pregador, almeje dar a mesma atenção à Palavra de Deus na sua pregação como outros gigantes do passado o fizeram!

PúlpitoGeneva
O púlpito de João Calvino

Continuar lendo “Como usar o hebraico no sermão”

Como usar o BibleWorks: buscas morfológicas

Existem vários softwares bíblicos muito úteis por aí. Dois dos principais softwares em uso no Brasil são BibleWorks e Logos. Como o Logos já tem várias dicas em vídeos e no seu blog em português aqui, achei que seria bom explicar algumas coisas básicas sobre o BibleWorks. (Aliás, o BibleWorks também tem vários vídeos explicativos, mas estão em inglês. Clique aqui para vê-los.)

BW10

Assim, hoje quero explicar como fazer uma busca morfológica simples no BibleWorks 10.

Continuar lendo “Como usar o BibleWorks: buscas morfológicas”

Será que encontramos o selo do profeta Isaías?

A impressão de um selo foi descoberta esse ano nas escavações de Ophel em Jerusalém. Essa impressão havia sido feita num círculo de barro de mais ou menos 1cm de diâmetro chamado bula. Veja a foto abaixo:

Bulla_IsaíasProfeta

As letras nessa bula soletram o seguinte: לישעיה[ו] נבי. A arqueóloga Eilat Mazar, coordenadora das escavações em Ophel, acredita que essa bula pertencia ao profeta Isaías. Se isso for verdade, esse será o primeiro artefato extra-bíblico que encontramos dele!

Legal, não é? Leia abaixo para mais informações:

Continuar lendo “Será que encontramos o selo do profeta Isaías?”

Hebraico e Cultura: Línguas semíticas e mentalidade semítica?

Nunca me esquecerei do choque cultural que tive ao ser convidado a um BBQ (“barbecue”, ou churrasco) americano. Já estava morando nos Estados Unidos um bom tempo, e um presbítero da minha igreja me convidou à sua casa para o tal “churrasco”. Ao chegar em sua casa, conversei com algumas pessoas e logo o presbítero, sabendo que eu era brasileiro e que sabemos de churrasco, me chamou para mostrar a carne que ele havia preparado:

Continuar lendo “Hebraico e Cultura: Línguas semíticas e mentalidade semítica?”

Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 2

Como seres humanos, conseguimos comunicar uns com os outros. Contudo, essa comunicação acontece por meio de uma linguagem que temos em comum. Muitas vezes, ao inserir uma palavra estranha numa frase, você torna o significado obscuro. Por exemplo, eu falo inglês e português, mas nem por isso vou inserir uma phrase in English no meio de uma frase em português, não é? Isso não faz sentido… Da mesma forma, muitas vezes percebemos inserções de grego e hebraico em sermões que são verdadeiros obstáculos à compreensão do mesmo.

Nesse post, continuamos a falar sobre usos do hebraico que devemos evitar nos nossos sermões (veja aqui o post anterior sobre o mesmo assunto). Afinal, não queremos repetir o erro de Calvin na tira abaixo!

CalvinHobbes

Continuar lendo “Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 2”