Será que encontramos o selo do profeta Isaías?

A impressão de um selo foi descoberta esse ano nas escavações de Ophel em Jerusalém. Essa impressão havia sido feita num círculo de barro de mais ou menos 1cm de diâmetro chamado bula. Veja a foto abaixo:

Bulla_IsaíasProfeta

As letras nessa bula soletram o seguinte: לישעיה[ו] נבי. A arqueóloga Eilat Mazar, coordenadora das escavações em Ophel, acredita que essa bula pertencia ao profeta Isaías. Se isso for verdade, esse será o primeiro artefato extra-bíblico que encontramos dele!

Legal, não é? Leia abaixo para mais informações:

Continuar lendo “Será que encontramos o selo do profeta Isaías?”

Hebraico e Cultura: Línguas semíticas e mentalidade semítica?

Nunca me esquecerei do choque cultural que tive ao ser convidado a um BBQ (“barbecue”, ou churrasco) americano. Já estava morando nos Estados Unidos um bom tempo, e um presbítero da minha igreja me convidou à sua casa para o tal “churrasco”. Ao chegar em sua casa, conversei com algumas pessoas e logo o presbítero, sabendo que eu era brasileiro e que sabemos de churrasco, me chamou para mostrar a carne que ele havia preparado:

Continuar lendo “Hebraico e Cultura: Línguas semíticas e mentalidade semítica?”

Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 2

Como seres humanos, conseguimos comunicar uns com os outros. Contudo, essa comunicação acontece por meio de uma linguagem que temos em comum. Muitas vezes, ao inserir uma palavra estranha numa frase, você torna o significado obscuro. Por exemplo, eu falo inglês e português, mas nem por isso vou inserir uma phrase in English no meio de uma frase em português, não é? Isso não faz sentido… Da mesma forma, muitas vezes percebemos inserções de grego e hebraico em sermões que são verdadeiros obstáculos à compreensão do mesmo.

Nesse post, continuamos a falar sobre usos do hebraico que devemos evitar nos nossos sermões (veja aqui o post anterior sobre o mesmo assunto). Afinal, não queremos repetir o erro de Calvin na tira abaixo!

CalvinHobbes

Continuar lendo “Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 2”

Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 1

Tenho um filho de três anos de idade que adora estórias. Uma de suas estórias favoritas é a de Chicken Little. Aliás, refiro-me à fábula de Chicken Little, não o filme (que tem pouco a ver com a fábula original). Nessa estória, uma bolota cai de uma árvore na cabeça de Chicken Little, que imediatamente corre a todos os outros pássaros que ele conhece e diz, “O céu está caindo! O céu está caindo!” Sua empolgação acaba incitando todos os outros pássaros ao pânico – é o fim do mundo! No seu pânico, os pássaros deparam com uma raposa astuta, que os leva à sua casa com promessas de segurança, onde sua família está pronta para o banquete!

Moral da estória: uma empolgação equivocada pode matar!

IMG_3351
Tem pouca coisa melhor no mundo do que os filhos sentarem no seu colo para ouvir uma estória!

Continuar lendo “Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 1”

Como podemos melhorar?

Então pessoal, chegamos ao fim do ano! Espero que os posts e o material oferecido aqui no site tenham te ajudado a compreender o hebraico bíblico um pouco melhor, bem como sua importância para os estudos bíblicos.

Como chega o fim do ano, quero avaliar o que estamos fazendo aqui no Isso é Hebraico. Gasto bastante tempo nos posts e no material que vocês vêem aqui e não quero gastá-lo em vão. Assim, se puder, me ajude com um pouco de “feedback”!

Magia, o Natal, e o Fim do Mundo

Feliz Natal a todos meus leitores e suas famílias!

Aliás, falemos sobre Natal.

Diria que não falo da cidade e sim da celebração, mas em verdade quero utilizar um para apresentar o outro. Explico: a foto abaixo é de um monumento na cidade de Natal, RN – o Pórtico dos Reis Magos.

Natal_Pórtico-dos-Reis-Magos

 

Note dois elementos que sequer suspeitamos mais:

  • O nome do monumento é “Pórtico dos Reis Magos”, mas onde na Bíblia encontramos o título de “rei” aplicado aos magos? (resposta: em nenhum lugar)
  • O monumento mostra três magos, mas onde na Bíblia econtramos esse número trino para os magos? (resposta: de novo, em nenhum lugar)

— Tá bom, Danillo. Além de estragar meu belo presépio, o que isso tem a ver com o hebraico?

— Caro leitor, que bom que você perguntou! Para responder essa pergunta, precisamos fazer uma viagem meio maluca. Começaremos em Mateus, daremos marcha ré para Números, de onde seremos transportados às visões de João no livro de Apocalipse, depois do qual terminaremos em dois lugares ao mesmo tempo: Isaías e Lucas.

Junte-se a mim nessa jornada para que ao seu fim possamos louvar nosso Deus e seu caminhos inescrutáveis e profunda sabedoria na encarnação do nosso Redentor!

Continuar lendo “Magia, o Natal, e o Fim do Mundo”

“Não atarás a boca ao boi” – será que Paulo distorce o Antigo Testamento?

Certamente vários seminaristas já ouviram alguns dos abusos resultantes do método alegórico na história da igreja. Por exemplo, Orígenes disse que certamente o cordão escarlata de Raabe (Juízes 2) significava que ela havia confiado no sangue de Cristo para sua salvação. Outros Pais da Igreja também praticavam esse método, inclusive Justino Mártir, que disse que a história de Raabe nos ensina que nós, todos meretrizes e pecadores no mundo, precisamos demonstrar publicamente nossa confiança no precioso sangue de Cristo, assim como Raabe. E assim continuam vários outros exemplos alegóricos…

De qualquer forma, todos devemos ter cuidado para não cometer os mesmos erros hermenêuticos que vemos em alguns Pais da Igreja. Mas… e se não foram só alguns Pais da Igreja que interpretaram mal a Bíblia mas, inclusive, os próprios apóstolos? E se Paulo interpretou o AT alegoricamente?

Continuar lendo ““Não atarás a boca ao boi” – será que Paulo distorce o Antigo Testamento?”

Interface de usuário do BibleWorks 10 disponibilizada em espanhol!

Olá Pessoal,

Acabei de voltar de uma conferência na qual conversei com os programadores do BibleWorks, e me disseram que sua interface de usuário agorá está disponível em espanhol. Sei que não é bem português, mas é bem mais acessível do que o inglês para alguns de nós, não é?

Se você já possui o BibleWorks, é fácil mudar a língua da interface de usuário. É só apertar no botão “View” e depois o botão “Change User Interface Language” como se vê abaixo. Você precisará fechar e reabrir o programa para efetuar as mudanças, mas isso não demora muito!

BW10_ComoMudarInterfacedeUsuário

Se você, como eu, gostaria de ver o BibleWorks com uma interface de usuário em português, envie um e-mail diretamente a eles. Os programadores que conheci me disseram que eles precisam avaliar o custo/benefício de traduzir a interface de usuário, e quanto mais petições receberem, mais considerarão a importância de traduzi-la.

É claro que o Logos já está disponível em português, mas na minha opinião, a capacidade bíblica (note: bíblica, não bibliotecária) do BibleWorks supera o Logos por um preço bem mais camarada (em comparação). Veja minha resenha do BW10 aqui.
BW9button10fps