Será que encontramos o selo do profeta Isaías?

A impressão de um selo foi descoberta esse ano nas escavações de Ophel em Jerusalém. Essa impressão havia sido feita num círculo de barro de mais ou menos 1cm de diâmetro chamado bula. Veja a foto abaixo:

Bulla_IsaíasProfeta

As letras nessa bula soletram o seguinte: לישעיה[ו] נבי. A arqueóloga Eilat Mazar, coordenadora das escavações em Ophel, acredita que essa bula pertencia ao profeta Isaías. Se isso for verdade, esse será o primeiro artefato extra-bíblico que encontramos dele!

Legal, não é? Leia abaixo para mais informações:

O que segue é um pequeno resumo do artigo publicado em inglês pela Doutora Eilat Mazar, que você pode acessar aqui.

As escavações em Ophel são de uma construção que acreditam ser a padaria real – isso mesmo, a padaria dos reis até o tempo do exílio à Babilônia! Em um lugar só, eles encontraram várias bulas, inclusive uma do rei Ezequias, que foi rei durante o tempo do ministério de Isaías, várias da família de um tal homem chamado Bel, e outras de outras famílias.

Porém, a mais importante, encontrada recentemente, foi essa aí acima, com o nome de um tal Yesha’yah(u) Nevi. Como sabemos que a palavra נָבִיא significa profeta, é bem possível que a bula acima seja uma bula do profeta Isaías.

Contudo, como sempre na arqueologia, nem tudo é certo. Veja só alguns dos problemas apresentados pela inscrição acima:

  1. Sem o aleph no final da palavra נבי, é bem possível que a palavra seja um sobrenome. O nome NVY é comum em achados arqueológicos desse período.
  2. Normalmente, quando a pessoa é cognominada por sua profissão em hebraico, esperamos ver o prefixo הַ, assim, deveríamos ter a construção לישעיהו הנביא (Isaías, o profeta). Contudo, mesmo com espaço para o artigo, ele não aparece aqui.

Entretanto, existem contra-propostas e outras provas a favor do argumento que a bula realmente pertence ao profeta Isaías:

  1. Frequentemente nessas bulas certas letras eram colocadas juntas na mesma linha, mesmo se não pertencessem à mesma palavra. Assim, seria possível que se escrevesse o artigo na linha com o nome próprio, que ficaria assim: לישעיה[וה] (Yesha’yah[uh]), permitindo que נבי[א] embaixo se referisse mesmo a “o profeta”.
  2. É possível também que “profeta” fosse escrito sem o artigo. Mas essa possibilidade é bem pequena (veja só os textos de 2 Reis 19.2, 20.1, 11, e 14, que todos usam maneiras diferentes de se referir a Isaías, mas sempre com o artigo para sua ocupação).
  3. No fim, é mais difícil acreditar que houvesse outro homem tão próximo do rei Ezequias que tivesse um nome tão parecido com o nome de Isaías do que acreditar que essa bula realmente pertencia ao profeta.

Em conclusão: esse é um achado e tanto! Vivemos numa era de várias descobertas arqueológicas (começando, é claro, com as descobertas das cavernas em Qumrã). É bom termos assim “tanto mais confirmada a palavra profética” (2 Pedro 1.19)!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s