O Hebraico Bíblico e a Semântica

Um bom tempo atrás ouvi uma piada que não me lembro (quando alguém começa assim, nota-se que essa pessoa é uma péssima contadora de piadas, não?). Mas o cerne da piada – deve ter sido piada de mineiro – se desenvolvia da seguinte maneira: uma pessoa perguntava à outra “Pó pô pó?” ao qual a outra respondia “Pó pô!” Como já estabeleci que sou um péssimo contador de piadas, e já que também nem contei toda a piada, vou quebrar a única regra inviolável ao se contar uma piada – vou explicá-la: “Pó pô pó?” nesse caso, é uma pergunta no português coloquial de algumas regiões no Brasil, que significa “Pode por o pó (café)?” ao qual a outra pessoa responde “Pode por”.

po

Agora que já estropiei a coitada da piada, vamos explicar o que, hipoteticamente, seria a graça da mesma – cinco sílabas escritas com as mesmas letras (“p” e “o”) significam três coisas diferentes: 1) um verbo de condição (pode), 2) um verbo de “colocar” e 3) um substantivo para “café”. A piada faz um jogo de palavras, principalmente, em termos linguísticos, com a semântica da palavra “pó”. (Aliás, quando digo “palavra pó”, não quero dizer a palavra que aparece no dicionário Houaiss, mas a palavra coloquial que pode significar “poder” ou “café”).

Jogos de palavra são comuns em todas as línguas, e até temos alguns no hebraico bíblico. Por exemplo, em Jr 1.11, temos o seguinte texto (ARA): “Veio ainda a palavra do SENHOR, dizendo: Que vês tu, Jeremias? Respondi: vejo uma vara de amendoeira. Disse-me o SENHOR: Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” … Quê??? Em hebraico, essa profecia faz mais sentido: Deus mostra a Jeremias uma vara de amendoeira (שָׁקֵד) e diz que essa amendoeira é um símbolo da ação de Deus, que vela (שֹׁקֵד) sobre sua palavra.

O que é semântica?

Mas o que isso tem a ver com a semântica? A semântica é a parte da linguística que investiga significação. Por causa disso, a semântica frequentemente mistura com outras disciplinas, como a filosofia, semiótica, lógica, etc. Assim, o que vou explicar aqui é uma definição bastante resumida da semântica, e vou ignorar várias questões mais detalhadas. Lá vai:

A significação pode ser vista de três pontos de vista diferentes:

  1. O significado do autor – o que o autor quis dizer
    • Ex: Uma esposa (não a minha!) diz, “Querido, olha só que sapato lindo!” O significado na mente dela pode muito bem ser “Queria que você comprasse esse sapato pra mim!”
  2. O significado do texto – o que o texto diz por si só
    • Ex: No exemplo acima, a frase por si só é uma atribuição de beleza a um sapato – nada mais do que isso.
  3. O significado do ouvinte – o que o ouvinte interpreta
    • Ex: Dependendo do condicionamento – opa, quero dizer, o relacionamento do marido com sua esposa, ele entenderá que ela estava pedindo um novo sapato, ou que estava comentando a estética de um sapato. É possível ainda que tal marido, desapercebido como é, pense que a esposa esteja falando sobre o sapato masculino que ele pensava em comprar pra si mesmo!

Jogos de palavra geralmente fazem brincadeiras com essas possibilidades diferentes, e tentam contrapor o significado do texto com o significado do autor ou do ouvinte.

Estrutura semântica

Existe um debate antigo em círculos filosóficos sobre o que significa a significação, mas essa não é nossa área. De forma básica, uma coisa significa – ou seja, cria significado – quando ela se refere a outra. Podemos diagramar a estrutura semântica de uma palavra da seguinte forma:

semantica
símbolo: palavra ou elocução falada ou escrita que se refere ao referente; referente: coisa, evento, emoção, pessoa, etc. ao qual o símbolo se refere; significado: representação mental do símbolo e seu referente

Assim, a palavra “morcego” se refere a um animal na realidade. É por isso que dizemos que toda língua é referencial; isto é, nenhuma língua está mais perto da “coisa em si” do que outra. “Water” não é uma descrição melhor do que מַיִם, água ou น้ำ para H2O – cada língua faz referência a essa substância, mas nenhuma está mais perto da essência física da coisa em si.

Acho que com o simples fato de perceber que a língua é referencial, já podemos desmistificar algumas ideias sobre o hebraico. É comum dizer que a mente hebraica e a língua eram mais poéticas, mais visuais, ou mais vivas, do que o grego ou outras línguas. Certamente, é possível pensar assim quando vemos que o verbo hebraico não aparenta ter exatidão temporal, ou quando vemos que a mesma raíz pode ser utilizada para expressar várias coisas, com poucas mudanças vocálicas ou afixadas. Porém, essa ideia falha por duas razões: 1) como já disse, todas as línguas são, essencialmente, referenciais; o hebraico não tem um acesso mais privilegiado a imagens, poesia, etc. do que outras línguas; 2) esse argumento supõe que a mentalidade de uma cultura é determinada pela língua utilizada nessa cultura. Embora, é claro, uma língua molde a maneira como pensamos sobre certas coisas (veja alguns exemplos muito interessantes aqui em um artigo publicado por uma professora de linguística cognitiva), ela não pode ser considerada como a única responsável pela mentalidade de uma cultura inteira!

Outra coisa: palavras são referenciais, mas não são apenas referenciais. Nenhuma palavra deve ser estudada de modo isolado. Infelizmente esse post já está longo demais! Se você quiser saber mais sobre a semântica, escreva um comentário abaixo!


Esse post foi o quarto numa série sobre o Hebraico Bíblico e a Linguística. Veja os demais posts na série:

 

18 comentários sobre “O Hebraico Bíblico e a Semântica

  1. Pingback: O Hebraico Bíblico e a Linguística – Isso é Hebraico!

  2. Thiago Moura

    Não sei se será alvo de um post futuro, mas gostaria de ler algo sobre o campo semântico para definirmos as estruturas do texto, como colon, linhas, estrofes, no caso da poesia, por exemplo…

    Curtir

    1. Opa! Boa ideia Thiago! Não era um alvo, mas agora será. A Adele Berlin (esqueci o nome do livro dela) escreveu bastante sobre estruturas poéticas, mas não me lembro se o livro dela tratava da estrutura especificamente em termos da semântica… vou investigar e escreverei sobre isso em um post futuro.
      De qualquer maneira, esse sábado terei um post sobre a sintática e mostrou um pouco como definirmos estruturas na benção Araônica em Nm 6.22-27

      Curtido por 1 pessoa

  3. Malachi

    Shalom. Danillo, você poderia fazer um texto a respeito de pontuações no hebraico bíblico que não são sinais vocálicos? Por exemplo aquele simbolo que se parecesse com “<", que fica acima das palavras.

    Curtir

  4. Professor Danilo, que alegria conhecer seu material. Sinceramente, muito feliz mesmo, sem sombra de dúvidas, farei constantes consultas e com certeza aprenderei muito. Muito obrigado, pelo material disponibilizado e oro ao ETERNO que ELE lhe resplandeça o ROSTO, e lhe guarde.

    Curtir

  5. Olá Danilo,

    obrigado pelo Post!
    Gostaria de saber mais sobre o Shoresh (raiz) e Mishqal (padrão) em hebraico, porque acho muito interessante e muito útil…Mas não encontro explicações/introduções aprofundadas no assunto. Você poderia fornecer ou indicar algo? Muito obrigado! Deus te abençoe!

    Curtir

    1. Olá Claudio,
      Sim, mais tarde posso fazer uma explicação sobre essas duas coisas. Explico raízes de uma forma básica nos vídeos da Unidade 2, e explico o padrão dos verbos no quarto vídeo da Unidade 10, mas é bom também explicar de uma maneira mais aprofundada. Assim, espero escrever um post sobre isso mais tarde.

      Curtir

  6. Pingback: O Hebraico Bíblico e a Pragmática – Isso é Hebraico!

  7. Pingback: O Hebraico Bíblico e a Sintaxe – Isso é Hebraico!

  8. Pingback: O Hebraico Bíblico e a Morfologia – Isso é Hebraico!

  9. Pingback: Como NÃO usar o hebraico no sermão, parte 2 – Isso é Hebraico!

  10. Pingback: Estudo Léxico: הלך no Hithpael – Isso é Hebraico!

  11. Pingback: Incongruência na Bíblia? Êxodo 6.3 e o nome de Deus – Isso é Hebraico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s